Zumbis nas estrelas

STAR WARS: TROOPERS DA MORTE

Autor: Joe Schreiber

Editora Aleph, 2015, 330 páginas

Quando a nave-prisão Purgatório quebra, a única esperança da tripulação é um Destróier Imperial abandonado. Contudo, uma estranha doença habita os corredores do Destróier e contamina quase todos a bordo da Purgatório, levando a morte a todos eles. A morte,contudo, é só o começo….

A sinopse do livro, pertencente ao selo Legends do universo Star Wars já entrega o teor angustiante e assustador da história. Basicamente, se trata do aparecimento de zumbis em uma nave à deriva no espaço. Uma história de terror ambientada no universo de Star Wars, Troopers da Morte é muito eficiente em deixar o leitor tenso e com vontade de avançar na história (eu mesmo li 200 páginas em cerca de 4 horas) e é palpável a sensação claustrofóbica de angústia pelas quais os personagens passam.

A nave Purgação, habitada pelos mais perigosos bandidos da galáxia, se torna um ambiente asfixiante e tenso conforme a trama avança e o medo é sentido em cada página. Na história, acompanhamos os irmãos Kale e Trip Longo e a doutora Zahara Cody na sua luta por respostas e pela sobrevivência. E a escolha dos personagens, dois jovens e uma médica, não poderia ser mais acertada. O ar de dúvidas e insegurança dos protagonistas torna a o tom da história mais assustador e tenso.

Carismáticos, o leitor torce pelos protagonistas até o final. Nesse sentido, Joe Schreiber é muito hábil, pois até os droides que aparecem na trama são carismáticos. O enredo não deixa nada a dever para bons filmes de zumbis – Romero ficaria orgulhoso – muito embora a partir do aparecimento dos zumbis a história perca força. Podemos dizer que a história se divide em duas partes bem distintas: o mistério sobre a doença, que prende o leitor; e o aparecimento dos zumbis, que deixa o clima mais imediatista mais perde muito em termos de suspense e terror psicológico. Vale a menção a alguns personagens conhecidos do cânone de Star Wars que participam ativamente na trama. A inclusão desses personagens, aliás, faz a história perder força, pois, apesar da identificação imediata com o leitor, perde-se muito em termos de ameaça. É claro que estes personagens vão sair dessa situação.

Outro defeito do livro são algumas resoluções ao estilo Deus ExMachina e alguns momentos de suspense baratos, dignos de histórias ruins de terror. Os clichês do gênero zumbis são bem explorados, a causa da epidemia é convincente e tem toques de Romero, mas o pecado, para alguns, é que em determinados momentos temos a pista de porque tudo aconteceu. Para aqueles que acham melhor não ter respostas, pode ser um pouco decepcionante.

No geral, Troopers da Morte é uma excelente história de terror, que cativa e prende o leitor e faz a leitura das 330 páginas ser rápida e proveitosa, graças a narrativa instigante de Schreiber, personagens carismáticos e de fácil identificação e ao cenário claustrofóbico da nave Purgação.

NOTA: 8,5

Por Cliff

Comentários